Militantes de PSDB e PT partem para briga

No fim da tarde, a presidente Dilma lamentou o confronto entre os militantes e afirmou que o acirramento do debate é normal em uma eleição disputada

iG Minas Gerais |

São Paulo. Militantes tucanos e petistas entraram em confronto na tarde de ontem em frente ao Theatro Municipal, no centro de São Paulo. A confusão aconteceu quando um grupo com cerca de 500 simpatizantes do presidenciável Aécio Neves (PSDB) chegou ao local depois de uma caminhada que começou na praça da Sé.  

Ao se depararem com cerca de 50 petistas que faziam campanha para a presidente Dilma Rousseff, um dos cabos eleitorais de Aécio atirou uma bandeira em direção a um correligionário de Dilma. O militante petista, então, revidou contra o ônibus no qual os apoiadores do PSDB estavam embarcados.

Nesse momento, cerca de dez militantes tucanos desceram e começaram a dar socos e pontapés contra os petistas, que revidaram. A briga, que durou cerca de cinco minutos, só terminou quando guardas civis metropolitanos chegaram para separar. Ninguém foi detido.

No fim da tarde, a presidente Dilma lamentou o confronto entre os militantes e afirmou que o acirramento do debate é normal em uma eleição disputada. “Toda eleição tem conflitos e confrontos de ideias. Ninguém pode sair do campo das ideias e ir para o campo da realidade física”, disse Dilma. “Não vi esse clima (de violência) na campanha pelo Brasil. Não vi uma atitude de agressão, mas de festa e comemoração”, completou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave