Projeto de parceria já tem suspeita de favorecimento

O comentário nos bastidores da Câmara Municipal após o pedido de vista realizado pelo vereador Eutair dos Santos (PT) foi que a licitação que será organizada pela prefeitura já tem “dono”

iG Minas Gerais | Da Redação |

Eutair Santos (PT) pediu tempo para analisar o projeto
João Lêus
Eutair Santos (PT) pediu tempo para analisar o projeto

O projeto nem mesmo foi votado na Câmara Municipal e já suscita dúvidas. O comentário nos bastidores da Câmara Municipal após o pedido de vista realizado pelo vereador Eutair dos Santos (PT) foi que a licitação que será organizada pela prefeitura já tem “dono”. De acordo com alguns vereadores da base do governo, que pediram para não ser identificados, tudo indica que há possibilidade de a concessão do novo parque de exposições, localizado às margens da BR–262, ficar na mão de “amigos” do C4, grupo formado pelo prefeito e seus três irmãos, Ciro, Cleanto e Cleide Pedrosa.

Um desses “amigos” seria integrante da Associação Mineira de Criadores de Gado Brahman, que, inclusive, possui atividades dentro do município. Em meados de 2009, sob coordenação de Cleanto Pedrosa, então secretário municipal de Desenvolvimento Econômico do governo de MDC, essa mesma associação realizou, com patrocínio da Prefeitura de Betim, um grande leilão no parque de exposições. O evento incentivado pelo irmão de Carlaile, que também é criador de gado zebu, movimentou outros produtores de Minas Gerais.

De acordo com uma fonte ouvida pelo jornal, que falou sob condição de anonimato, a referida associação participaria da licitação e a venceria, oferecendo uma pequena contrapartida ao município em troca de 30 anos de exploração, tendo, inclusive, o direito de terceirizar atividades de eventos, festas e grandes shows populares.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Fabrício Freire, refutou qualquer informação a respeito de o processo já ter nascido com uma licitação de cartas marcadas. “Realmente nos reunimos com diversas associações de criadores de animais, inclusive com os criadores de Brahman. Também conversamos com o pessoal da rádio Liberdade, mas isso não quer dizer que a licitação será conduzida. O projeto também será estudado, e o município terá contrapartida, porém, essa contrapartida não precisa estar explícita no projeto que foi para a Câmara. Ela virá na proposta a ser apresentada na concorrência”, explicou Freire.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave