Prefeitura lança edital para licitação das obras de Interlagos

A principal novidade para o próximo ano será a reconstrução dos boxes, das instalações para as equipes e da torre de controle

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Em pesquisas realizadas pelos organizadores da prova, o GP do Brasil é o que rende maior audiência da temporada
F1/DIVULGAÇÃO
Em pesquisas realizadas pelos organizadores da prova, o GP do Brasil é o que rende maior audiência da temporada

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta quinta-feira (23) o edital para a licitação das obras no autódromo de Interlagos, visando o GP Brasil de F-1 de 2015. O circuito paulistano, que recebe a etapa brasileira da categoria no próximo dia 9, já está passando por uma série de obras de adequação neste ano, mas será submetido a sua maior reforma desde 1990. A principal novidade para o próximo ano será a reconstrução dos boxes, das instalações para as equipes e da torre de controle, uma exigência de Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da F-1, para renovar o contrato da cidade com a categoria até 2020 -o novo acordo foi firmado no ano passado. Pelo edital publicado nesta quinta (23), as empresas interessadas em fazer a reforma em Interlagos têm até o dia 18 de novembro para entregar suas propostas. Os envelopes com as propostas serão abertos no mesmo dia. "Depois deste prazo teremos 15 dias úteis para analisar as propostas e, se tudo correr bem, no final de novembro já devemos estar preparados para assinar o contrato", afirmou Roberto Garibe, secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras. "A previsão é de que as obras comecem em janeiro e fiquem prontas antes do GP Brasil do ano que vem", completou Garibe, sobre a prova que está prevista para acontecer em 15 de novembro -o calendário oficial da F-1 ainda não foi divulgado. O custo total das reformas no autódromo, incluindo as obras que tiveram início no ano passado e as que serão feitas em 2015, é de R$ 160 milhões. Deste montante, R$ 47 milhões estão sendo gastos nas mudanças deste ano, que incluem uma nova e mais larga entrada para os boxes, uma nova área de escape no S do Senna, além do total recapeamento do asfalto do circuito, o que não era feito deste 2007. Para as obras do ano que vem, estima-se que sejam necessários R$ 105 milhões. Reformas já realizadas pela prefeitura no ano passado, no valor de R$ 10 milhões, funcionam como contrapartida.

Leia tudo sobre: interlagosformula 1corridapistasao paulo