Homem é condenado a 32 anos de prisão por engravidar filha sete vezes

Martins da Conceição abusava da menina desde quando ela tinha 14 anos de idade; a esposa do homem, mãe da menina, foi absolvida do caso

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um homem foi condenado a 32 anos e seis meses de prisão, por estuprar a própria filha. Martins da Conceição teria engravidado a garota sete vezes, segundo a sentença decretada pela Justiça, nesta quinta-feira (23), em Riachão, no Maranhão. O homem abusava da menina desde quando ela tinha 14 anos de idade. A esposa de Martins, mãe da menina, foi absolvida do caso.

Vivendo em condições insalubres, a menina teria sido violentada fisicamente, psicologicamente, sofrido ameaças e maus tratos. Ela também era mantida pelo homem em cárcere privado. Segundo o Ministério Público, uma denúncia anônima feita pelo Conselho Tutelar permitiu que os fatos viessem à tona. 

Condenado à 25 anos de prisão por estupro continuado, o homem também foi sentenciado a mais sete anos e seis meses de prisão relativos aos crimes de sequestro e cárcere privado. Entretanto, devido ao estado de saúde delicado de Martins da Conceição, ele poderá ficar em prisão domiciliar para apelar a decisão. As informações são do portal de notícias G1. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave