Delegada é encontrada morta em casa na zona oeste do Rio

Foram encontrados hematomas no corpo da delegada, mas nenhum sinal de bala ou objetos cortantes; o crime teria ocorrido por volta de 12h30 desta quinta-feira (23)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A delegada adjunta identificada como Tatiene Damaris Sobrinho Damasceno Furtado, lotada na 36ª Delegacia de Polícia (DP), em Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro, foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira (23) em casa, em Realengo, também na zona oeste da cidade. O crime teria ocorrido por volta de 12h30. Foram encontrados hematomas no corpo da delegada, mas nenhum sinal de bala ou objetos cortantes.

De acordo com informações da Divisão de Homicídios da Capital (DH/Capital), foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do homicídio da delegada. Após a perícia no local, equipes da delegacia estão em busca de testemunhas e câmeras de segurança que possam ajudar nas investigações.

A polícia não descarta nenhuma hipótese. A delegada investigava grupos de milicianos na região, mas há possibilidade de o crime ter sido passional. Tatiene entrou na Polícia Civil em 2005 como papiloscopista. Em 2008, foi aprovada em concurso para delegado. Antes de atuar em Santa Cruz, onde era delegada assistente desde agosto, ela havia trabalhado na 35ª DP, em Campo Grande, e na 34ª DP, em Bangu), na zona oeste. Tatiene era casada e tinha dois filhos menores.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave