Colombianos reforçam a base do Coelho e já sonham alto

Zagueiro e atacante de país vizinho ao nosso treinam no alviverde desde o mês passado

iG Minas Gerais | Antônio Anderson |

Estrangeiros. O atacante Santiago (à esq.) e o zagueiro Gustavo estavam no Atletico Huila, da Colômbia, antes de virem para o América
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Estrangeiros. O atacante Santiago (à esq.) e o zagueiro Gustavo estavam no Atletico Huila, da Colômbia, antes de virem para o América

Depois de contar em sua categoria de base com o zagueiro japonês Yuji Nakazawa, que posteriormente defendeu a seleção de seu país nas Copas do Mundo de 1998, 2002 e 2006, o América volta a apostar em jogadores estrangeiros para sua equipe sub-20. Os novos reforços do time comandado pelo técnico Milagres são os colombianos Santiago Lopez Moreno, 19, e Gustavo Adolfo Benjumea Jaramillo,18, que estão treinando no CT americano desde o mês passado.

Promessas do futebol colombiano, o zagueiro Gustavo e o atacante Santiago vieram do Atlético Huila, da Colômbia, e têm em seus currículos pré-convocações para seleções sub-15 e sub-17 do país. Os jogadores chegaram para o América trazidos pelo ex-atacante colombiano Darío Muñoz, que no Brasil atuou com a camisa do Palmeiras.

“Ele me ligou falando da chance de atuar por um grande clube do futebol brasileiro, e na hora eu aceitei a proposta de vir para o América”, afirmou Gustavo, que espera aproveitar a chance para desenvolver seu futebol e realizar o sonho de defender a seleção de seu país em uma Copa. “O futebol brasileiro é um grande trampolim, e eu quero vencer aqui e, no futuro, defender o meu país em um Mundial”, destacou Gustavo, que na Colômbia é comparado ao zagueiro Mario Yepes, que defendeu Los Cafeteros na Copa realizada no Brasil. “Essa comparação aumenta ainda mais a minha responsabilidade e me motiva para ganhar espaço no América e chegar ao profissional”, destacou Gustavo, que aponta como principal dificuldade em sua vinda para o Brasil a saudade da família. “Sair de casa foi muito difícil. Mas estou correndo atrás de um sonho e sempre que posso falo com meus pais pelas redes sociais e pelo telefone”, completou o zagueiro.

A história do atacante Santiago é bem parecida com a de seu conterrâneo. Fã do meia Ronaldinho Gaúcho no futebol brasileiro e do atacante colombiano Falcão García, o jogador também ambiciona defender a seleção de seu país em uma Copa do Mundo. “Primeiro quero trabalhar para ter uma chance na base do América, e depois poder chegar ao profissional. Mas a minha grande ambição é defender a Colômbia em um Mundial”, destacou.

Com a experiência de já ter atuando por quatro meses no futebol búlgaro, Santiago disse que já está ambientado no América e elogiou a estrutura que o clube oferece para os atletas. “Fui muito bem recebido pelos meus companheiros e quero poder fazer a diferença com a camisa do América marcando muitos gols. O clube me dá essa condição, e pretendo retribuir”, declarou o atacante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave