Ocorrência no Anel Rodoviário será atendida em até 15 minutos

Moto e guincho serão colocados no trevo do Betânia para liberar pista

iG Minas Gerais | Luiza Muzzi enviada especial |

Estrutura. Postos provisórios (contêineres amarelos) têm banheiro, água e informações para condutores
JOAO GODINHO / O TEMPO
Estrutura. Postos provisórios (contêineres amarelos) têm banheiro, água e informações para condutores

SANTOS DUMONT. Os novos serviços de atendimento ao usuário da BR–040, entre Juiz de Fora, na Zona da Mata, e Brasília, no Distrito Federal, começaram a funcionar ontem e já com perspectiva de melhora para quem trafega pelo Anel Rodoviário de Belo Horizonte. Em novembro, um novo ponto de apoio será instalado no trevo do bairro Betânia, um dos trechos mais críticos da via, para auxiliar na liberação do fluxo de veículos em caso de acidentes. No local, um guincho e uma moto ficarão 24 horas de prontidão para reportar ocorrências ao Centro de Controle Operacional da Via 040, que, por sua vez, acionará o posto mais adequado para o atendimento final.

O diretor de operações da concessionária, Marcio Arany, afirmou que a estrutura móvel reforçará os postos de atendimento instalados em Contagem e em Nova Lima, na região metropolitana, que atenderão 10,5 km do Anel sob gestão da empresa. “Estamos blindando o Anel com duas bases e teremos ainda o posto avançado, que vai ficar em uma posição estratégica para atendimento imediato a qualquer problema”, disse.

Ainda segundo Arany, o objetivo é chegar a qualquer ocorrência no trecho do Anel atendido pela concessionária em até 15 minutos. “Engarrafamentos gerados por carretas que ficam tombadas por até dez horas vão acabar”.

Test drive. Para testar os novos serviços da Via 040, a reportagem de O TEMPO percorreu ontem cerca de 220 km da rodovia, entre a capital e Santos Dumont, na Zona da Mata. Os cinco postos de atendimento ao usuário espalhados pelo caminho estavam bem sinalizados com placas indicativas, com veículos novos e equipes prontas para as ocorrências. Ainda assim, poucos motoristas foram vistos utilizando as bases, ainda provisórias, que oferecem banheiros, água e informações sobre a estrada.

“Nem estava sabendo que tinha isso. Mas, se continuar assim, vai ser bom”, disse o vendedor Giovane Rodrigues, 40, ao estacionar próximo ao posto de atendimento de Santos Dumont, sem notar a existência da unidade. Dos cinco postos visitados pela reportagem, apenas o de Nova Lima possuía a identidade visual da empresa.

No posto de Congonhas, na região Central, duas técnicas em enfermagem estavam de plantão na nova ambulância, mas ficaram impossibilitadas de atuar, pois o motorista responsável não compareceu. “O rádio está desativado, e ainda estamos sem autorização para rodar”, disse uma delas. A Via 040 informou que está verificando o que ocorreu, mas que o ponto não ficaria sem atendimento, já que outra ambulância seria deslocada caso necessário.

Em Carandaí, também na região Central, o interfone de contato direto com a central não estava funcionando, e, em Barbacena, no Campo das Vertentes, o equipamento eletrônico de consulta de informações sobre a estrada estava desligado. O mesmo ocorreu em Nova Lima, na região metropolitana. (Com Aline Diniz)

Saiba mais

Estrutura. Os 21 postos de atendimento ao usuário instalados na BR–040 foram inaugurados ontem em estruturas provisórias, formadas por dois contêineres que possuem banheiros, sala de atendimento com equipamentos de consulta para o usuário e salas administrativas e de descanso para as equipes.

Adequação. Segundo a Via 040, as estruturas definitivas serão instaladas até o início de 2015, oferecendo maior conforto aos usuários. “O objetivo é entender um pouco mais a dinâmica da rodovia. Fizemos um planejamento para garantir atendimento, mas estamos verificando se os posicionamentos são os melhores ou não”, disse o diretor de operações da empresa, Marcio Arany, explicando que as estruturas definitivas terão um sistema de telepresença de atendimento, já usado em São Paulo, que prevê videoconferências entre atendentes e usuários.

Resposta. A Via 040 informou que todos os aparelhos eletrônicos disponíveis nos postos de atendimento foram testados na véspera e que os problemas verificados pela reportagem seriam reparados até o fim de semana. Apesar de não ter divulgado números oficiais, a concessionária avaliou positivamente a instalação dos novos serviços.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave