Ato em apoio a Dilma Rousseff reúne 500 pessoas em BH

Participaram da iniciativa estudantes, sindicatos, professores e transeuntes; Assim como aconteceu em São Paulo, os jovens cantaram "quem não pula é tucano"

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

Como contraponto ao evento tucano na praça da Estação, cerca de 500 militantes fizeram nesta quarta-feira (22), um ato em apoio a presidente Dilma Rousseff (PT). Participaram da iniciativa estudantes, sindicatos, professores e transeuntes.

Portando bandeiras do PT e da Dilma, os militantes, em sua maioria estudantes, cantaram músicas de apoio à Dilma e de ataques ao senador Aécio Neves (PSDB). Assim como aconteceu em São Paulo, os jovens cantaram "quem não pula é tucano". Como o evento aconteceu no fim da tarde no centro da capital, os participantes entregavam adesivos e folhetos com as propostas de Dilma a motoristas que passaram pela região e ficavam presos em semáforos.

Até o fechamento desta edição, a expectativa era que os militantes caminhassem até a praça Sete. O ato, chamado de "rolezinho" também teve intervenções artísticas.

A presidente da União Nacional do Estudantes (UNE), Virgínia Barros, afirmou que o evento é para mostrar às pessoas a necessidade de Dilma continuar no Planalto. "Nos reunimos para mandar um recado. Queremos a continuidade do governo Dilma."

O estudante de Odontologia da UFMG e representante da comunidade indígena  Xakriabá, do Norte de Minas, Francisco Fernandes, garante que apoia Dilma pela oportunidade que milhares de pessoas tiveram de estudar. "Somos a prova dos benefícios do governo do PT." 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave