"É chato não receber ofertas de filmes", diz Keanu Reeves

A última vez em o ator apareceu num longa de um grande estúdio foi em 2013, com "47 Ronins", da Universal Pictures; o filme não foi bem nas bilheterias

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Divulgação
undefined

O ator americano Keanu Reeves, da trilogia "Matrix" e de "Velocidade Máxima", anda distante das superproduções de Hollywood há algum tempo. A última vez em que apareceu num longa de um grande estúdio foi em 2013, com "47 Ronins", da Universal Pictures. O filme não foi bem nas bilheterias. "É muito chato [ficar sem ofertas], mas é o jeito que as coisas são", afirmou Reeves em entrevista ao site americano "Indiewire".

"O último filme de estúdio que eu fiz foi '47 Ronins', mas antes disso já fazia bastante tempo. Provavelmente foi 'O Dia em que a Terra Parou'", disse, em referência ao filme de 2008.

Reeves reconhece que sempre gostou de fazer filmes independentes em sua carreira, mas diz que "muitos bons cineastas trabalham em grandes produções de estúdios". Por isso, ele gostaria que houvesse um equilíbrio maior em seus projetos.

Nos últimos seis anos, Reeves atuou em diversos filmes financiados de maneira independente, como "A Vida Íntima de Pippa Lee" (2009), "A Ocasião faz o Ladrão" (2010), "Sem Destino" (2012) e "Man of Taichi" (2013).

Seu próximo longa, "John Wick", também é desse universo. A estreia acontece nesta sexta (24) nos Estados Unidos, mas não há previsão para chegar ao Brasil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave