Tardelli pode pegar até seis jogos de gancho por ofensas a juiz

Árbitro Elmo Alves Resende Cunha escreveu na súmula do duelo entre Atlético e Bahia que foi ofendido pelo atacante

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Tardelli correu muito, perdeu algumas chances, mas balançou as redes
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Tardelli correu muito, perdeu algumas chances, mas balançou as redes

A Massa está acostumada a ver o atacante Diego Tardelli a dar espetáculo, marcando golaços e fazendo a tradicional comemoração de 'matador'. Mas nesta terça-feira, a torcida presenciou uma cena inédita - e negativa -, com o camisa 9 do Galo como protagonista. Foi a primeira vez que o avante foi expulso, vestindo a camisa do Atlético.

Depois de anular o gol de Tardelli, no fim da partida contra o Bahia, alegando falta do atleta, o árbitro Elmo Alves Resende Cunha (GO) teria sido ofendido pelo atacante e, por conta disso, recebeu o cartão vermelho. O juiz anotou na súmula o ocorrido.

“Expulsei com cartão vermelho direto (...) o atleta de numero 9, Sr. Diego Tardelli Martins, da equipe Atlético Mineiro, por ter me ofendido moralmente com as seguintes palavras: ‘Você é um m..., seu m..., seu m...! Desde o primeiro tempo você só complica! Seu fraco!' Após a expulsão, o atleta em pauta continuou dizendo as seguintes palavras: ‘safado, safado, seu m...!' fato ocorrido logo após a marcação de uma falta contra sua equipe”, escreveu DT9.

Além de ficar de fora do próximo duelo do time alvinegro, no sábado, contra o Sport, Tardelli pode desfalcar o Galo em outras partidas. Ele será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O avante pode ser enquadrado nos artigos 243-F (ofensa) e 258-2-II (desrespeitar os membros da equipe de arbitragem), podendo pegar de um a seis jogos de gancho, além de pagar multa de R$ 100 a R$ 100 mi.

O atleta admite que exagerou, mas ainda acredita que o gol deveria ter sido validado. “Não achei justo. O cara tinha se jogado, dei um ‘tranquinho' no número 8, que é forte, valorizou e se jogou. De cabeça quente, falei um monte de besteira. Infelizmente, a arbitragem é ruim mesmo. Não tem como não falar isso, não é só no nosso jogo. Não queria ser expulso, senti que não tinha feito nada”, disse o jogador.

Esta é a primeira vez, em 2012 partidas pelo Atlético, que Diego Tardelli recebe o cartão vermelho.

Leia tudo sobre: AtleticoGaloDiego Tardelli