Mesmo em melhor fase, jogadores da Raposa pregam respeito ao Palmeiras

Celestes esperam um duelo difícil diante dos paulistas, mas se mostram confiantes para buscar o resultado positivo

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Alisson se destacou na base celeste e acabou subindo para o profissional nesta temporada
Washington Alves / VIPCOMM
Alisson se destacou na base celeste e acabou subindo para o profissional nesta temporada

A classificação do Campeonato Brasileiro mostra o Cruzeiro na liderança com 59 pontos, uma diferença de sete pontos para o segundo colocado, o São Paulo. Se comparar com o próximo adversário, o Palmeiras, a diferença é ainda mais elástica. Na 14ª colocação, os paulistas somam 34 pontos, 25 a menos que a Raposa.

Mesmo assim, os jogadores do Cruzeiro deixam os números de lado e adotam o respeito para falar do centenário Verdão, que briga contra o rebaixamento.

"O papel não diz nada. Só dinheiro que vale (brincou o jogador). Tem grandes profissionais do outro lado também. Vamos entrar para vencer. Nosso objetivo é o título. E está perto", ressaltou o meia-atacante Ricardo Goulart.

O meia Alisson acredita que os comandados do técnico Dorival Júnior virão com muita vontade, sobretudo após a derrota para o Santos, na última rodada.

"Eles vão vir com tudo, até pelo momento que estão vivendo. Vai ser um jogo difícil pela grandeza das duas equipes. Nós temos que seguir marcando em cima, assim como foi contra o Vitória", disse o jovem atleta.

A tendência é que o Palmeiras também venha fechado, jogando na retranca. Contra o Corinthians, o time de Mano Menezes também apostou na cautela e deu trabalho para o Cruzeiro. Alisson afirma que os jogadores terão de ter calma para furar uma possível formação defensiva do Verdão.

"Temos de ter um pouco de paciência, trabalhando a bola e apertando eles já em cima, no ataque, para fazer o gol e dar uma tranquilidade a mais", concluiu. 

Leia tudo sobre: melhormomentocruzeiropalmeirasjogobrasileiromineirao