Atriz é ícone do combate ao câncer

iG Minas Gerais |

Bom humor. Depois da quimioterapia, Maura Tierney brincava, sobre o novo visual: “Pelo menos eu tenho cabelo”
Rick Rowell
Bom humor. Depois da quimioterapia, Maura Tierney brincava, sobre o novo visual: “Pelo menos eu tenho cabelo”

Em 2009, Maura Tierney iria estrelar uma nova série de TV, “Parenthood”, na NBC, quando foi diagnosticada com câncer de mama. A atriz, conhecida por dez anos no ar em “ER” (“Plantão Médico”) e contracenar com Jim Carrey no cinema, foi forçada a deixar o papel para Lauren Graham, saindo do projeto para se tratar.

Submetida a cirurgia e a meses de quimioterapia, tornou-se um ícone do enfrentamento do câncer. Em entrevistas e palestras, contou que tinha tanto medo do tratamento quanto da doença em si. Acabou se tornando garota-propaganda da campanha da indústria farmacêutica Amgen, “Quimioterapia: Mitos ou Fatos?”, na qual desmente mitos sobre o processo.

“Para mim, e acho que para um monte de gente, esse foi um processo mais suportável do que eu imaginava. Foi difícil, mas eu consegui. Foi terrível, mas acabou”, afirmou. (IM)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave