Mulher espera por cirurgia há 40 dias

Paciente internada já teve a operação marcada três vezes, mas falta vaga no CTI

iG Minas Gerais | José Augusto |

Diretoria do Regional informou que cirurgia da paciente seria realizada hoje
FOTO: NELSON BATISTA / O TEMPO
Diretoria do Regional informou que cirurgia da paciente seria realizada hoje

Uma mulher de 28 anos espera há cerca de 40 dias por uma cirurgia nos dois joelhos em Betim, na região metropolitana. Poliana Fagundes Faria está internada no Hospital Regional da cidade e ainda não tem previsão de quando será operada, porque, de acordo com os parentes dela, não há vaga no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade.

Segundo o padrasto dela, a cirurgia já foi marcada três vezes, mas o procedimento não aconteceu. “Ela ficou de jejum em todas essas ocasiões, e, na hora de ir para a operação, eles cancelavam porque não tinha vaga no CTI”, contou o aposentado João Flora.

Poliana já realizou uma cirurgia em um dos joelhos há algum tempo, mas ela sofreu um acidente que acabou prejudicando os dois, o que causou a quebra da patela (osso na parte frontal do joelho). “Ela não consegue andar, fica quase o tempo todo deitada na cama e está sofrendo muito”, disse.

De acordo com a mãe de Poliana, a filha ainda tem outro problema. “Além de não conseguir operar, ela tem que sair do Regional e ir até Contagem para fazer hemodiálise três vezes por semana porque não conseguiu uma vaga no hospital para fazer esse procedimento”, reclamou a dona de casa Maria da Consolação.

Resposta

Em nota, a diretoria do Hospital Público Regional informou que as vagas de CTI têm como prioridade o atendimento aos pacientes de urgência e emergência, cuja grande demanda levou ao cancelamento da cirurgia de Poliana Faria . “O procedimento foi reagendado para esta quinta-feira (23)”, diz a nota.

Sobre a hemodiálise, o hospital esclareceu que a paciente reside em Brumadinho e possui vaga fixa em Contagem por meio de uma pactuação entre as duas cidades. “Porém, foi oferecida à usuária, nesse período de internação, a opção de realizar no Regional essas sessões, que, inclusive, já foram programadas”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave