Ministro nigeriano crê que estudantes sequestradas serão liberadas

Steinmeier disse acreditar que a liberação ocorra em breve, depois do acordo de cessar-fogo acertado na sexta-feira (17) entre o grupo terrorista e o Exército nigeriano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ministro das Relações Exteriores da Nigéria, Aminu Wali, expressou nesta terça (21) a confiança de que ocorra em breve a libertação das mais de 200 meninas sequestradas há seis meses pelo grupo terrorista Boko Haram.

No sábado, uma fonte do governo nigeriano disse à agência Reuters que as meninas poderiam ser libertadas nesta terça. Em encontro com jornalistas em Berlim, porém, depois de uma reunião com o chefe da diplomacia alemã, Frank-Walter Steinemer, o ministro nigeriano não quis avançar uma data específica para a libertação das garotas.

Steinmeier disse acreditar que a liberação ocorra em breve, depois do acordo de cessar-fogo acertado na sexta-feira (17) entre o grupo terrorista e o Exército nigeriano. O ministro alemão planeja viajar para a Nigéria na próxima semana com o seu homólogo francês, Laurent Fabius.

O governo americano confirmou nesta segunda (20) o acordo de cessar-fogo e disse que ainda está negociando para chegar a um acordo para a libertação das estudantes. Segundo disseram fontes do governo da Nigéria, a soltura das meninas poderia acontecer ainda nesta semana, no Chade, país que sediou as negociações com o grupo terrorista.

O sequestro ocorreu em 14 de abril, em uma escola de Chibok, no norte do Estado de Borno. Mais de 200 estudantes foram sequestradas à noite por centenas de terroristas armados, que as levaram em caminhonetes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave