Estado Islâmico confisca carregamento de armas enviadas aos curdos

Os armamentos foram enviados na manhã de segunda (20) na cidade síria de Kobani, que fica perto da fronteira da Turquia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Militantes do Estado Islâmico (EI) se apropriaram de ao menos um carregamento de armas lançadas em paraquedas por aviões da coalizão liderada pelos EUA, disse nesta terça-feira (21) o Observatório Sírio para Direitos Humanos, que monitora o conflito.

O carregamento de armas, que foram enviadas para combatentes curdos que combatem a facção radical, inclui granadas de mão, munição e lançadores de granadas propaladas por foguetes, de acordo com um vídeo divulgado por um grupo de mídia leal à facção.

Os armamentos foram enviados na manhã de segunda (20) na cidade síria de Kobani, que fica perto da fronteira da Turquia. A facção militante tem tentado tomar o controle da cidade há mais de um mês, forçando um êxodo de cerca de 200 mil pessoas para a Turquia.

Enquanto os curdos combatem os militantes em terra, a coalizão norte-americana os ataca pelo ar. Nesta terça, partidários do EI postaram nas redes sociais notas sarcásticas de agradecimento para os EUA, incluindo uma imagem que dizia "Equipe EUA".

Mas as armas perdidas são mais um embaraço do que uma grande perda estratégica. Os militantes já possuem armas americanas avaliadas em milhões de dólares que foram apreendidas de soldados iraquianos em fuga quando tomaram o controle de partes do Iraque em junho.

Nesta terça, o Comando Central dos EUA disse que as forças militares norte-americanas conduziram quatro ataques aéreos perto de Kobani, que destruíram posições de combate, um prédio e uma grande unidade do EI.

Também nesta terça, bombardeios do governo sírio atingiram uma cidade sob controle rebelde ao longo da fronteira sul do país com a Jordânia, deixando ao menos oito mortos. Ativistas dos Comitês de Coordenação Local e do Observatório disseram que o número de mortos provavelmente aumentará porque há mais vítimas sob os escombros.

Segundo os comitês, o governo sírio jogou latas cheias de explosivos contra a cidade de Nasib, na fronteira síria com a Jordânia. Os ataques fazem parte de confrontos entre forças do governo sírio e facções rebeldes islamitas pelo controle da área.

As forças do governo sírio têm bombardeado com força as áreas rebeldes em semanas recentes, enquanto a coalizão liderada pelos EUA realiza ataques contra os militantes do EI em outros lugares da Síria.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave