Tinder vai começar a cobrar usuários por serviço premium

Novo serviço deverá permitir ver perfis de pessoas em outras cidades; demais funcionalidades do Tinder, porém, continuarão gratuitas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Moda. Facilidade e segurança colocam o Tinder entre os principais apps, redes sociais e sites especializados em encontrar um par
DIVULGAÇÃO/TINDER
Moda. Facilidade e segurança colocam o Tinder entre os principais apps, redes sociais e sites especializados em encontrar um par

O aplicativo de paquera Tinder vai começar a cobrar os seus usuários por um serviço premium, a ser criado, de combinação entre os usuários. O novo serviço será lançado em novembro.

Sean Rad, diretor executivo da empresa, disse em entrevista à revista Forbes que a ferramenta paga poderá incluir um raio maior para busca de novas pessoas para conhecer, possibilitando a busca em outras cidades.

“Estamos adicionando novas ferramentas pelas quais os usuários têm implorado”, disse. Segundo ele, a versão paga focaria em viagens e poderia ajudar o Tinder a explorar outros mercados além da paquera.

Essa é a primeira vez que o app tenta implantar um modelo para gerar dinheiro no app. As demais funcionalidades do Tinder, porém, continuarão gratuitas.

O app tem 1,2 milhões de perfis e registra 15 milhões de “matches” todos os dias. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave