Tiro esportivo: cinco países americanos garantem presença no Rio 2016

Cuba e Estados Unidos conquistaram a maior quantidade de vagas; próximo torneio classificatório para as Olimpíadas será em 2015, em Acapulco, no México

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Vagas obtidas pelos países são destinadas aos Comitês Olímpicos Nacionais, que decidirão que atletas vão ocupá-las nos Jogos
Getty Images/Gerardo Zavala
Vagas obtidas pelos países são destinadas aos Comitês Olímpicos Nacionais, que decidirão que atletas vão ocupá-las nos Jogos

Mais cinco países garantiram presença nas disputas do tiro esportivo dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Cuba, Estados Unidos, El Salvador, República Dominicana e Equador se classificaram para a modalidade no evento.

As vagas vieram da disputa do Campeonato das Américas de Tiro Esportivo, em Guadalajara, no México, competição que colocou em jogo a presença olímpica em onze provas. Cuba se garantiu em cinco provas, Estados Unidos em três, enquanto República Dominicana, El Salvador e Equador ficaram com uma, cada um.

Além desses cinco que vão para os Jogos do Rio 2016, outros 27 países já se classificaram para disputar a modalidade nas próximas Olimpíadas. As vagas são destinadas aos Comitês Olímpicos Nacionais de cada país, que decidirão quais atletas vão ocupá-las nos Jogos.

No próximo ano, mais dez vagas, em cinco provas do tiro esportivo para as Olimpíadas de 2016, estarão em disputa durante a Copa do Mundo da modalidade. O torneio será realizado em Acapulco, também no México, entre 28 de fevereiro e 10 de março.

Confira a lista das vagas já conquistadas pelos americanos para o Rio 2016:

Cuba

-Carabina deitado 50m masculino

-Carabina 3 posições 50m masculino

-Pistola 50m masculino

-Carabina de ar 10m feminino

-Carabina 3 posições 50m feminino

Estados Unidos

-Carabina de ar 10m masculino

-Pistola de ar 10m masculino

-Skeet masculino

República Dominicana

-Fossa Olímpica masculino

El Salvador

-Pistola de ar 10m feminino

Equador

-Pistola 25m feminino

Leia tudo sobre: tiro esportivoolimpiadas 2016rio de janeiro