Nigeriano constrói Fusca que é movido a energia solar e eólica

Para criar o carro sustentável, aluno de engenharia usou materiais doados

iG Minas Gerais | Da redação |

Inovação. Engenheiro paraguaio Mario Vernazza desenvolveu um Fusca elétrico
Arquivo pessoal
Inovação. Engenheiro paraguaio Mario Vernazza desenvolveu um Fusca elétrico

O estudante de engenharia nigeriano Segun Oyeyiola construiu um Fusca com sucata movido a energia solar e eólica, elaborado com menos de US$ 6.000 (R$ 14 mil). Estudante da Universidade Obagemi Awolowo, ele passou um ano adaptando os materiais doados por amigos e familiares no veículo sustentável.

Segundo o site Fast Coexist, a ideia surgiu quando Oyeyiola passou a se conscientizar mais sobre as emissões de dióxido de carbono, que prejudicam gradualmente o clima.

O professor John Preston afirmou que nunca havia visto algo como a ideia de Oyeyiola. “Se conseguir encontrar um meio de usar os dois tipos de energia – solar e eólica – no mesmo veículo seria algo maravilhoso. Isso significa que você não teria que dirigir somente durante o dia”, disse o professor, falando sobre as energias se complementarem.

O estudante não somente colocou um painel solar no topo do carro, como instalou uma turbina eólica sob o capô.

O Fusca de Oyeyiola ainda necessita de alguns ajustes, como na bateria, que ainda leva entre quatro e cinco horas para ser carregada. Mas o ambicioso engenheiro pretende chegar lá e, aos poucos, consolidar o modelo como o carro do futuro da Nigéria.

Paraguaio. O engenheiro paraguaio Mario Vernazza também teve uma ideia inovadora, segundo o site Hypeness. Ele criou um Fusca elétrico. Com um investimento de US$ 15 mil (R$ 36 mil) em peças e testes, o modelo Fusca 85 se tornou um “amigo” do meio ambiente. Com 12 baterias de 170 amperes e oito volts, capazes de mover o veículo a 120 km/h, o carregamento completo em uma tomada varia entre oito e dez horas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave