Parque ainda tem ponto de queimada

Já no entorno do parque, na Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira, 7.382 hectares foram destruídos.

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA |

Doze brigadistas ainda combatiam um foco de incêndio nas proximidades do Parque Nacional Serra do Cipó até a noite desta segunda. A região tem sofrido com incêndios desde 10 de outubro.  

“Todos os focos começaram fora do parque e evoluíram para dentro, em áreas mais distantes do centro de visitação”, contou o chefe do parque, Flávio Cerezo. Segundo o Instituto Chico Mendes (ICMBio), responsável pela administração do parque, até a última sexta-feira o fogo já havia devastado mais de 7.000 hectares, o que equivale a 10 mil campos de futebol e 22% da área da serra do Cipó.

Já no entorno do parque, na Área de Proteção Ambiental Morro da Pedreira, 7.382 hectares foram destruídos. Mais de cem brigadistas e bombeiros civis têm trabalhado na região. O parque está fechado desde o dia 13 de outubro. Após o controle total do incêndio, a administração manterá o local interditado. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave