Coelho enfrenta o Oeste sem espaço para novos erros

Jogadores sabem que a missão é difícil, mas ressaltam que precisam seguir acreditando no sonho

iG Minas Gerais | Antônio Anderson |

Confiança. Meia Tchô admite que o acesso ficou difícil, mas acredita que ainda é possível
Uarlen Valério
Confiança. Meia Tchô admite que o acesso ficou difícil, mas acredita que ainda é possível

O empate em 1 a 1 com Paraná na rodada passada deixou ainda mais distante o sonho do acesso para o América, que volta a campo nesta terça, às 19h30, no estádio Dos Amaros, em Itápolis, para enfrentar o Oeste-SP, em partida válida pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O confronto contra os paulistas, que estão ameaçados pelo rebaixamento, poderá definir a sorte do Coelho para os oito jogos restantes pela competição. O alviverde trabalha com a possibilidade de garantir a quarta vaga se conseguir somar 62 pontos.

Para isso, o time precisaria conquistar 20 dos 24 pontos que ainda vai disputar até o fim da competição. “A gente sabe que vai ser um jogo difícil, mas, para manter o sonho do acesso vivo, a gente tem que passar por cima de qualquer coisa e tentar buscar a vitória, custando o que custar”, afirmou o lateral-direito Pablo.

O jogador tem a receita para a equipe conseguir o seu objetivo. “Para atingirmos nossa meta, de cada três jogos precisaremos conquistar sete pontos”, afirmou Pablo, que mostrou preocupação com o estado do gramado para a partida contra o Oeste.

“Eu nunca joguei lá, mas a informação que temos é que o campo não é muito bom. Não é o que estamos acostumados a encontrar até mesmo na Série B, onde jogamos em campos grandes”, afirmou Pablo. “Mas é ir lá, jogar da melhor maneira possível, passar por cima disso tudo e sair com os três pontos”, declarou o lateral-direito.

Para essa partida, o América não terá o volante Leandro Guerreiro nem o atacante Obina, que levaram o terceiro cartão amarelo. O volante Gilson volta ao time depois de cumprir suspensão automática contra o Paraná.

Magrão deverá ser titular no lugar de Leandro Guerreiro e Bruninho é o mais cotado para ganhar a vaga no ataque no lugar de Obina. “A gente ainda sonha com a primeira divisão. Para isto, nós precisamos ganhar esta partida fora. A gente vai encarar como um decisão e, se Deus quiser, vamos voltar com esta vitória”, afirmou o meia Tchô, que terá a função de armar as jogadas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave