Alvinegro encara o tricolor para chegar à vice-liderança

Time de Levir terá que vencer fora de casa e depois secar os principais rivais na luta pelo título

iG Minas Gerais | Thiago Prata |

Foco total. Mesmo com a grande sequência de jogos, o volante Josué e o lateral Marcos Rocha devem jogar para buscar o segundo lugar
JOAO GODINHO / O TEMPO
Foco total. Mesmo com a grande sequência de jogos, o volante Josué e o lateral Marcos Rocha devem jogar para buscar o segundo lugar

Dormir na terça e acordar na quarta-feira com o time na vice-liderança do Brasileirão, a apenas seis pontos do líder Cruzeiro, é tudo que o torcedor atleticano quer. Mas, para transformar esse sonho em realidade, o Galo precisa mostrar nesta terça, às 21h50, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, o mesmo espírito vingador que fez São Paulo, Corinthians e Chapecoense sucumbirem diante do alvinegro e que serviu como aviso aos concorrentes pelo G-4 de que a equipe comandada por Levir Culpi vai gastar até a última gota de suor para dar, ao menos, mais um presente a seus súditos neste ano.

Garantir um lugar na próxima Libertadores era como uma miragem durante parte do Brasileiro. Muitos achavam que era impossível para o Atlético – em meio a tantos problemas, muitos por conta de lesões – sacramentar uma vaga na edição 2015 do torneio sul-americano. Porém, de time irregular, o Galo se tornou a melhor equipe do returno da Série A e, agora, aspira até mesmo à conquista do título da competição nacional, além de estar nas semifinais da Copa do Brasil.

O desafio de voltar a reinar no cenário brasileiro continua nesta terça-feira. Não há descanso para os soldados de Levir Culpi. Mesmo com a intenção de poupar alguns jogadores por conta de desgaste físico, o treinador relacionou todos aqueles que foram titulares na vitória passada, sobre a Chapecoense, por 1 a 0. A escalação, no entanto, só sairá minutos antes do embate.

“Eu estou bem, quero jogar. Foi notório o cansaço dos jogadores nessa última partida, o time caiu de rendimento, só que a palavra do nosso grupo para o jogo (de hoje) é ‘superação’”, afirmou o volante Josué.

Se ganhar, o Galo dorme na vice-liderança e torce, nesta quarta, por tropeços do São Paulo e do Internacional para continuar em segundo lugar na classificação, e do Cruzeiro, para encostar cada vez mais no líder do campeonato. “Primeiramente, temos que fazer a nossa parte e depois vamos ver o que dá”, sintetizou o zagueiro Edcarlos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave