Desperdício de água será punido com multa em Três Pontas

Decreto da Prefeitura também permite cobrar R$ 90,53 de quem consumir acima da média dos últimos seis meses; reincidentes pagam em dobro e podem ser responsabilizados criminalmente

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Quem desperdiçar água em Três Pontas, no Sul de Minas, será punido com multa. Um decreto baixado pela Prefeitura entra em vigor a partir do dia 3 de novembro, e deve durar pelo menos 60 dias.

De acordo com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), não chove de maneira significativa no município desde o fim de agosto, o que passou a comprometer o abastecimento em alguns bairros da cidade, principalmente os da parte alta. Moradores e comerciantes flagrados lavando calçada, carros ou em qualquer outra situação que caracterize o desperdício, serão multados em R$ 90,53. No caso de reincidência, a multa dobra. Caso a mesmo cliente seja notificado pela terceira vez, o Ministério Público poderá ser acionado, para responsabilizá-lo criminalmente.

A medida é para impedir o racionamento e pode ser prorrogada, caso necessário. "Além disso será feita uma média de consumo dos últimos seis meses, para aplicar a punição aos moradores que ultrapassarem este limite", explicou a engenheira civil sanitarista e diretora do SAAE, Marisa Cainelli Basílio de Brito.

A cidade decretou estado de emergência por conta da estiagem e redução na vazão de seus mananciais. Ainda segundo O SAAE, a cidade tem duas estações de tratamento de água, uma delas abastecida pelo ribeirão Sete Cachoeiras; a outra pelos córregos Custodinho, Quati e Formiga. Este último, em agosto, apresentava uma vazão de 100 litros por segundo. Atualmente, a vazão é de 44 l/s.

A autarquia informou que uma pancada de chuva rápida atingiu a cidade nesse domingo (19), com volume de 4 milímetros.

Leia tudo sobre: Três Pontasfalta de chuvaSAAEmulta