CPTM afasta gerente ligado a cartel de trens

iG Minas Gerais |

São Paulo. A estatal de trens de São Paulo CPTM afastou seu gerente de Engenharia de Manutenção Henry Munhoz após terem sido revelados e-mails que apontam relações comerciais do funcionário público com empresas acusadas de integrar o cartel do setor que atuou no Estado.

Após questionamento da CPTM sobre as mensagens eletrônicas descobertas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos informou que foi aberta uma sindicância interna para apurar os fatos.

É o segundo documento revelado com indícios de ligações de Munhoz com as empresas denunciadas por participação no cartel de trens que atuou em São Paulo entre 1998 e 2008, em sucessivos governos do PSDB. O conluio entre as companhias e o pagamento de propinas a agentes públicos para acobertar as fraudes nas licitações de trens são alvo de apurações do Ministério Público, da Polícia Federal e da Corregedoria da Administração Estadual.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave