Atrás de recorde, Messi teria se recusado a sair de campo

Craque argentino está a um gol de igualar a marca de maior artilheiro do Espanhol e por isso, não aceitou ser substituído

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Messi divide a artilharia do clássico com Di Stéfano, mas pode se tornar o artilheiro isolado no domingo
REPRODUÇÃO/BARCELONA
Messi divide a artilharia do clássico com Di Stéfano, mas pode se tornar o artilheiro isolado no domingo

Obcecado em se tornar o maior artilheiro da história do Campeonato Espanhol, o craque argentino Lionel Messi estaria passando por cima até das ordens do técnico Luis Enrique, a fim de buscar o objetivo pessoal. O jogador, que está a um gol de alcançar o dono do recorde, Telmo Zarra, teria se negado a ser substituído no jogo desse sábado, contra o Eibar.

É o que noticiou a imprensa espanhola neste domingo, com versões variadas do mesmo fato. Conta-se que o técnico Luis Enrique iria tirar Messi de campo para colocar Munir, mas como o camisa 10 de recusou, ele acabou sacando Neymar. O argentino acumula 250 gols no campeonato, enquanto Telmo Zarra tem 251, dono da marca atual.

O jornal “Marca” foi o que pegou mais pesado com o acontecimento, usando imagens de TV, noticiou que Messi ignorou sumariamente seu comandante ao ser chamado para sair de campo. A intenção era poupá-lo para os jogos decisivos que o Barcelo terá na sequência, contra o Ajax, pela Liga dos Campeões, e o clássico com o Real Madrid, fim de semana que vem, pelo Espanhol.

O “Mundo Deportivo” também usou um vídeo para embasar sua versão, um pouco mais amena, de que Messi teria conversado com o treinador e pedido para ficar. O fato é que ele marcou apenas um gol e adiou o alcance da marca de Zarra. A próxima oportunidade de igualar a marca será justamente no clássico com o Real.

Leia tudo sobre: messibarcelonaartilheiroimprensa espanholafutebol