Nossa família entrou nos debates com base em mentiras

Aécio foi acusado pela presidente Dilma Rousseff de empregar a irmã durante seu governo em Minas Gerais (2003-2010); petista classificou o caso como nepotismo

iG Minas Gerais |

Andrea Neves vai cuidar agora da campanha de Pimenta
Andrea Neves vai cuidar agora da campanha de Pimenta

A jornalista Andréa Neves, irmã do presidenciável Aécio Neves (PSDB), se emocionou neste domingo (19) ao falar sobre os ataques do PT à família do candidato. Ela afirmou que os parentes do tucano foram citados nos debates "com base em mentiras".

Aécio foi acusado pela presidente Dilma Rousseff de empregar a irmã durante seu governo em Minas Gerais (2003-2010). A petista classificou o caso como nepotismo.

"O grande esforço é separar a pessoa física da jurídica, que virou um instrumento dessa luta política absolutamente covarde e desleal. O que impressiona a todos os brasileiros é o absoluto descompromisso com a verdade, como dados são falseados. [...] A crítica política faz parte, mas é importante que ocorra dentro do contorno da realidade", disse Andrea, antes da caminhada de Aécio em Copacabana, zona sul do Rio.

Nos anos em que Aécio governou Minas Gerais, Andrea cuidou pessoalmente da imagem do irmão e de sua administração, assumindo o comando da área de comunicação em um grupo criado para mediar as relações com a imprensa. O tucano afirma, contudo, que ela fazia um trabalho voluntário, sem ser paga com recursos públicos.

A jornalista se emocionou a falar sobre o caso. Ao dizer que as pessoas mais próximas do candidato devem se manter "firmes", ela quase chorou.

"O que cabe a cada um de nós, que está mais perto do Aécio, é manter o coração mais firme... [interrompe] e confiar no bom senso das pessoas. Essa campanha com tanta mentira, tanta infâmia que está sendo oficialmente patrocinada pelo PT vai acabar servindo para alertar a população brasileira sobre o que está por trás de tudo isso."

Andrea defendeu, porém, o contra-ataque de Aécio a Dilma no último debate. O tucano citou o irmão de Dilma, Igor Rousseff, que ocupou um cargo na Prefeitura de Belo Horizonte.

"O que ele fez foi reagir a um massacre contra a nossa família com dados incorretos. Nossa família foi trazida aos debates com base em mentiras", disse ela.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave