Passagem para a maturidade

Cacau Melo se prepara para voltar ao ar como uma jornalista no especial “Marluce e Marcelly”, da Record

iG Minas Gerais | luana borges |

Ajuda. Para viver uma jornalista na produção, Cacau recorreu à sua irmã, que atua como repórter
CZN
Ajuda. Para viver uma jornalista na produção, Cacau recorreu à sua irmã, que atua como repórter

O porte mignon e os traços joviais de Cacau Melo lhe destinaram papéis de meninas românticas e mais novas ao longo de sua carreira. Mas, aos 30 anos, a atriz se prepara para aparecer na pele de uma personagem mais madura pela primeira vez. No especial de fim de ano “Marluce e Marcelly”, previsto para ir ao ar em dezembro na Record, ela interpreta Trude, uma jornalista que se dedica ao máximo para conseguir uma boa reportagem. “Chega uma hora na vida do ator e da atriz em que eles não são mais o mocinho e a mocinha, são pai e mãe. Acho que ainda não cheguei nessa fase, mas essa possibilidade de fazer uma personagem mais velha, com outro tom, denota um novo caminho”, avalia, satisfeita.

Na história escrita por Carla Piske, Marluce, interpretada por Angelina Muniz, está à procura de sua filha, Marcelly, papel de Laís Said. Desde que a jovem foi trabalhar como modelo, as duas perderam o contato. Enquanto busca um provável personagem para uma matéria, Trude quase provoca um acidente com Marluce. Na tentativa de reparar a situação, a jornalista começa a conversar com a mulher e descobre que ela é uma ambulante que está em busca da filha. “Trude se compadece com a história, mas também vê a possibilidade de uma matéria interessante. O jornal acaba topando e essa pauta se torna o foco dela”, adianta.

Assim que soube que viveria uma jornalista, o primeiro impulso de Cacau foi procurar a irmã, que compartilha da mesma profissão de sua personagem. Depois de colher informações sobre a rotina de quem trabalha nesse meio, a atriz assistiu a alguns programas jornalísticos que considerou interessantes para sua composição. Entre eles, “Cidade Alerta”, “Brasil Urgente” e, principalmente, “Profissão Repórter”. “Acho incrível como Caco Barcellos e sua equipe vão atrás das pautas, como lidam com as circunstâncias e como conseguem mostrar ao público a matéria do lado do avesso”, opina. Além do estudo por conta própria, Cacau participou de dois encontros com o elenco. “Foi bacana para a gente poder se olhar e saber quem ia fazer o quê”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave