Calendário apertado deixa o Atlético em estado de alerta

Comissão técnica do Galo está atenta ao excesso de jogos no ano e traça planejamento para evitar lesões dos atletas

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Se dependesse do técnico Levir Culpi, Ronaldinho só estaria em campo após melhorar a sua forma física
Atlético/Divulgação
Se dependesse do técnico Levir Culpi, Ronaldinho só estaria em campo após melhorar a sua forma física

O Atlético vive um de seus melhores momentos na temporada. Classificado às semifinais da Copa do Brasil e entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, a equipe está em lua de mel com a torcida e sonha com a conquista de mais um título. No entanto, o calendário apertado de jogos, com compromissos sempre no meio e no fim de semana, tem preocupado a comissão técnica do Atlético.

"Eu diria que é um estado de alerta. Os fisiologistas estão trabalhando muito para controlar o desempenho dos jogadores, temos o controle deles partida a partida", destacou o técnico Levir Culpi.

"A gente fica na expectativa de contar com a sorte. Claro, a gente tem conhecimento, consegue colocar esta situação dentro de uma lógica, mas a gente não tem a certeza do que vai acontecer", completou.

Nesta sexta-feira, por exemplo, o comandante priorizou um treinamento leve, sem bola. Esta foi a última atividade antes da partida com a Chapecoense, neste sábado, pela 29ª rodada do Brasileiro.

"A gente tem que restabelecer a condição física dos jogadores. Com dois jogos por semana é preciso fazer isto. Ainda mais agora que depois de um jogo no sábado, nós teremos na terça. Esta sequência requer muitos cuidados físicos principalmente no aspecto de recuperação", concluiu Levir. 

Leia tudo sobre: AtléticoGaloLevir Culpi