Ofensas elevam nulo e branco

Para especialistas, o percentual de desinteressados no processo eleitoral deveria diminuir agora

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

Dilma Rousseff não tem poupado ataques, inclusive pessoais, ao adversário tucano
ALEX SILVA/ESTADÃO
Dilma Rousseff não tem poupado ataques, inclusive pessoais, ao adversário tucano

A escalada crescente de ataques entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), evidenciada pelas campanhas e pelo debates televisivos, pode ser a causa do aumento do número de eleitores que pretendem anular o voto e que estão indecisos. As pesquisas divulgadas pelo Datafolha e Ibope mostram que o índice dessas parcelas do eleitorado passou de 10% para 12%. Na visão de especialista, os números contrariam a lógica, já que, em segundo turno, o normal é a diminuição progressiva dos que estão em dúvida e dos que não vão votar em ninguém.  

Nas pesquisas de intenção de voto feitas pelo Ibope, o número de pessoas que indicaram votar nulo ou branco subiu de 6% para 7%. O percentual dos do que não souberam responder subiu de 4% para 5%. Já a consulta feita pelo Datafolha mostrou que os brancos e nulos aumentaram de 4% para 6%. Os que não responderam ou não sabem permaneceram com 6%. Os dois institutos divulgaram as pesquisas nos mesmos dias: 9 de outubro e 15 de outubro. Apesar de parecer que a alteração é insignificante, ela contradiz o histórico dos segundos turnos, como explica o diretor do DataTempo/CP2, Antônio de Pádua. “Embora a mudança esteja dentro da margem de erro de dois pontos percentuais, é ilógico que o número de indecisos e nulos aumente. Com apenas dois candidatos, o mais provável é a queda os índices. É mais fácil comparar as propostas e votar com menos concorrentes”, disse. Para o cientista político Moisés Augusto, a estratégia de ambos os candidatos de desconstruir o rival por meio de acusações pessoais pode fazer o eleitor torcer o nariz para qualquer um dos nomes no páreo. “O eleitor tem visto mais ataque e baixaria do que proposta. Essa tática não atrai indecisos, mas pode aumentar a rejeição. O foco de Dilma é Aécio não são os indecisos”, explicou. De acordo com Antônio de Pádua, o fato do pleito deste ano ser o mais acirrado das disputas presidenciais dos últimos anos tem gerado maior hostilidade entre militantes. “Não sabemos o efeito disso nos indecisos.”

Improvável Igual. As pesquisas Datafolha e Ibope mostram Aécio com 51% e Dilma com 49% dos votos válidos. Para Antônio de Pádua, a coincidência dos índices constitui um “fenômeno”.

Nulos Mecânica. Eleição com menos candidatos provoca a queda no número do votos nulos. Fácil. O professor de Ciência Política Paulo Roberto Leal explica que para o eleitor menos instruído votar em mais candidatos é mais confuso. Efeito. Leal explica que pleitos em que há, por exemplo, dois candidatos ao Senado para se escolher, os votos nulos são numerosos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave