América empata com Paraná e se complica na luta pelo acesso

Equipe paranaense saiu na frente no marcador, mas o Coelho buscou o empate

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

Antônio Anderson

Se antes da rodada as chances do América de conseguir o acesso eram de menos de 2%, com o empate em 1 a 1 com o Paraná, ontem, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, o time complicou ainda mais a sua situação na Série B. O resultado diminuiu para nove pontos a diferença do Coelho em relação ao Joinville, que fecha o G-4, mas deixou ainda mais distante o sonho de voltar a disputar a Série A na próxima temporada. Os catarinenses jogam hoje e podem ampliar a vantagem.

Na próxima rodada, marcada para terça-feira, o América volta a campo para enfrentar o Oeste-SP. Para esse jogo, o técnico Givanildo Oliveira terá o retorno do lateral-esquerdo Gilson, que ontem cumpriu suspensão automática. Os meias Mancini e Renan Oliveira, que se recuperam de contusão, serão reavaliados. As ausências contra os paulistas vão ser o volante Leandro Guerreiro e o atacante Obina, que levaram o terceiro amarelo.

Pela manutenção do sonho do acesso, o América entrou em campo contra o Paraná pressionado para conseguir os três pontos. Pela vitória, o técnico Givanildo Oliveira decidiu ser ousado e optou por deixar sua equipe com uma formação mais ofensiva. O treinador americano voltou com Willians para o meio-campo e colocou Bruninho no ataque formado dupla com Obina. O América começou melhor a partida, tinha mais a posse de bola, mas não conseguia ser objetivo nas finalizações.

O alviverde chegou a abrir o placar aos 44 min do primeiro tempo com Willians, mas a arbitragem anulou o gol do meia alegando que ele usou a mão para complementar a jogada. O Paraná também quase não incomodava o gol americano. A melhor chance dos paranaenses aconteceu aos 46 min em uma finalização de Henrique Santos bem defendida pelo goleiro João Ricardo.

Na volta para o segundo tempo, o Paraná saiu para o ataque em busca do gol. Bem na defesa, o América levava perigo nos contra-ataques e chegou a levar perigo aos 10 min em uma finalização de Tchô após grande jogada individual de Bruninho. A entrada do atacante Tiago Alves no Paraná deu mais velocidade ao time que abriu o placar aos 16 minutos com o atacante Giancarlo. O América conseguiu a igualdade no marcador aos 16 com um gol de pênalti convertido por Obina.

Com um jogador a mais desde o 23 minutos depois da expulsão do meia Edson Sitta,o América pressionou o Paraná em busca do gol da vitória. O alviverde chegava com a bola trabalhada pelas laterais, mas não conseguia superar a marcação do adversário. Apesar de criar mais chances, o Coelho acabou não sendo feliz nas finalizações.

 

PARANÁ 1 X 1 AMÉRICA Motivo: 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC) Cartões amarelos: Marcos (Paraná); Bruninho, Leandro Guerreiro, Obina, Vitor Hugo, Magrão (América) Cartões vermelhos: Edson Sitta (Paraná) Gols: Giancarlo (Paraná); Obina (América) Público: 1.409 pagantes Renda: R$ 22.110

PARANÁ Marcos Chiquinho Celton Alisson Paulinho Lucas Otávio Edson Sitta Henrique Santos (Tiago Alves) Lúcio Flávio Carlinhos (Léo Mineiro) Giancarlo (Leandro Vilela) Técnico: Ricardinho

AMÉRICA João Ricardo Pablo Adalberto Vitor Hugo Raul Leandro Guerreiro (Magrão) Andrei Willians (Ricardinho) Tchô Bruninho Obina (Rubens) Técnico: Givanildo Oliveira

Leia tudo sobre: américaparanásérie bcomplicadaacessoempatedurival de britto