Givanildo vai se tornar o 3º técnico que mais comandou o América

Partida contra o Paraná será especial para o treinador, que tem um aproveitamento de 56,95% no comando do alviverde

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

DANIEL IGLESIAS/O TEMPO
undefined

O jogo desta sexta-feira, contra o Paraná, vai ser especial para o técnico Givanildo Oliveira, que irá se tornar o terceiro treinador que mais comandou o América na história do clube. Quando o árbitro catarinense Bráulio da Silva Machado apitar o início do confronto, Givanildo Oliveira passará a ter 152 jogos à frente do Coelho, superando Flávio Lopes, atual gerente de futebol do clube.

“É uma marcar que me deixa satisfeito. Eu gosto muito do América, um clube no qual consegui dois títulos importantes (Série B 1997 e Série C 2009) em que tenho uma satisfação muito grande de trabalhar”, afirmou Givanildo Oliveira, que em sua quarta passagem pelo alviverde também foi responsável por fazer o time voltar a disputar uma final de Campeonato Mineiro depois de 11 anos.

"Conquistamos dois títulos, chegamos a uma decisão de Estadual e quase conseguimos evitar o rebaixamento na Série A em 2011. Não consegui porque a distância era muito grande. Mas o time melhorou e venceu quatro dos seis jogos finais surpreendendo muita gente", afirmou Givanildo. Entre as vitórias expressivas conseguidas no Nacional daquela temporada, o treinador americano destaca os resultados contra Fluminense, Vasco, Corinthians e Atlético-PR.

"Uma pena que não foi suficiente para livrar o time do rebaixamento", afirmou Givanildo Oliveira, que em 151 jogos tem um retrospecto de 73 vitórias, 39 empates e 39 derrotas. O rendimento do América com o treinador é de 56,95%. Na história do clube, o técnico que mais comandou a equipe foi Yustrich, com 278 jogos, seguido de Jair Bala, com 232.

Leia tudo sobre: givanildo oliveiraterceirotécnicoaméricaYustrichJair bala