Marina aparece sem o tradicional coque

Com os cabelos presos e usando calça jeans e blusa verde, candidata recebeu elogios de tucanos e aliados por parecer "mais jovem" e "mais bonita"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Marina participou de evento ao lado de tucano em São Paulo e elogiou postura do candidato.
Marcos Fernandes / Coligação Muda Brasil - Divulgação
Marina participou de evento ao lado de tucano em São Paulo e elogiou postura do candidato.

Terceira colocada na disputa pela Presidência da República, Marina Silva (PSB) apareceu de visual novo, sem o tradicional coque preso no meio da cabeça, em seu primeiro evento público ao lado de Aécio Neves (PSDB), nesta sexta-feira (17), em um espaço de eventos na zona oeste de São Paulo.

Vestindo calça jeans, blusa verde e um colar artesanal feito por ela mesma, a ex-senadora fez um pronunciamento ao lado do tucano, a quem declarou apoio no segundo turno das eleições, com os cabelos cacheados presos em um rabo de cavalo baixo que ia quase até a cintura. Marina surpreendeu com a mudança, mas ouviu elogios de aliados e tucanos de que parecia "mais jovem" e "mais bonita".

Questionada sobre o novo penteado, a ex-senadora disse que estava gripada e que "uma pessoa gripada, todo mundo sabe, não pode prender o cabelo molhado", explicou.

O coque que tem o hábito de usar em todos os compromissos públicos é feito com os cabelos molhados, para manter a disciplina dos fios. Em cima dele, Marina coloca um discreto acessório de ratam amarelo, usado nesta quarta também com o rabo de cavalo.

Faringite - Após perder as eleições em 5 de outubro, a ex-senadora se recolheu em um apartamento na capital paulista para uma exaustiva consulta a aliados sobre a posição que iria tomar no segundo turno.

Com a imunidade mais baixa, a gripe e a rouquidão que a acometiam nos últimos dias de campanha evoluíram para uma faringite. Marina estava com muita tosse e precisou abrir mão dos discursos e, sabe-se agora, do penteado.

Os dias de descanso, dizem aliados, fizeram bem à ex-senadora, que estava três quilos mais magra e muito abatida na reta final de sua campanha ao Planalto. Apesar de não ter nenhum novo compromisso com Aécio marcado para os próximos dias, interlocutores afirmam que a pessebista se colocou à disposição do tucano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave