Prefeito de São Paulo participa de ato pró-Dilma na USP

Ato de apoio a campanha petista reuniu aproximadamente 2.000 pessoas e também contou com a presença do senador Eduardo Suplicy

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Durante o debate entre os candidatos que disputam a Presidência da República, manifestantes pró-Dilma reuniram-se na USP (Universidade de São Paulo), em ato de apoio à reeleição de Dilma Rousseff (PT). O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o senador Eduardo Suplicy, ambos petistas, estavam presentes.

O convite para a reunião, que lotou o auditório do departamento de história, foi compartilhado por e-mail entre membros da comunidade universitária. "Não usamos os e-mails institucionais, mas mais de 2.000 pessoas compareceram", explica Ocimar Alavarse, professor da faculdade de educação da USP e um dos organizadores do evento.

Ele diz que a organização ficou surpresa com o resultado: "O pátio e rampa estavam lotados."

Quando Haddad chegou ao local, foi ovacionado pelos presentes. No discurso, o prefeito criticou a atuação dos tucanos à frente do governo federal nas gestões de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Já Suplicy falou da desocupação da área do Pinheirinho, em 2012 - durante a gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB) -, e da moradora que relatou abuso sexual de um PM durante a reintegração de posse.

"A educação foi o principal tema do encontro", explica Alavarse. De acordo com o professor, o ato foi suprapartidário e Haddad foi convidado por ser docente da universidade.

"Fazer ato da Dilma não significa avalizar o tudo que ela faz, é reconhecer que é melhor ter ela a ter Aécio [Neves (PSDB)] na Presidência", explicou. "No campo da educação, os governos Lula e Dilma produziram avanços inauditos", acrescentou.

Os que foram ao ato não acompanharam o debate entre Dilma e Aécio desta quinta-feira. Além do evento na USP, simpatizantes dos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) marcaram protestos na praça Roosevelt (região central) e no largo da Batata (oeste), respectivamente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave