Por puxão na camisa, Leandro Damião é denunciado ao STJD

Procuradoria do Tribunal apontou a postura do atacante como antiética ao simular pênalti puxando o próprio uniforme

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Damião negou que tenha tentado forçar o árbitro a marcar pênalti
Reprodução
Damião negou que tenha tentado forçar o árbitro a marcar pênalti

O atacante Leandro Damião, do Santos, foi denunciado nesta quinta-feira (16) pela Procuradoria do Superior Tribunal da Justiça Desportiva pelo puxão dado na própria camisa durante partida contra o Criciúma, no último domingo (12), pelo Campeonato Brasileiro. Segundo o STJD, o lance chamou a atenção pois "pareceu ser uma tentativa de simular um pênalti", já que o camisa 9 santista estava dentro da grande área catarinense no momento do puxão. Apesar de não ter sido expulso pelo árbitro da partida, Leandro Damião foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e terá de responder por atitude contrária à disciplina e ética desportiva. Se condenado, o centroavante pode pegar gancho de um a seis jogos. "A arbitragem, atualmente, vem sendo demasiadamente criticada pelos supostos equívocos nas marcações e decisões dos árbitros em algumas partidas, críticas estas realizadas, dentre outros, pelos próprios jogadores, técnicos e dirigentes. Todavia, os próprios atletas são os primeiros a não contribuir com a arbitragem, como no caso em comento, em que o denunciado simula claramente um puxão em sua camisa, dentro da área penal adversária, com o intuito de ser marcada falta e, consequentemente, pênalti a favor de sua equipe", diz trecho do comunicado do STJD. O julgamento, no entanto, ainda não tem data definida. Enquanto não é julgado, Leandro Damião poderá atuar pelo Santos na noite desta quinta (16) contra o Botafogo, no Pacaembu, pela Copa do Brasil.

Leia tudo sobre: santosfutebolleandro damiaoatacantestjddenuncia