Costa afirma ter pago propina para ex-presidente do PSDB

O dinheiro teria sido repassado para que Sérgio Guerra, na época senador por Pernambuco, colaborasse com o ex-diretor da Petrobras, esvaziando uma CPI de investigação da estatal

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Paulo Roberto Costa afirmou, em depoimento ao Ministério Público Federal, que pagou propina ao ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra. O dinheiro teria sido repassado para que Guerra, na época senador por Pernambuco, ajudasse o ex-diretor da Petrobras a esvaziar uma Comissão Parlamentar de Inquérito, organizada em 2009 para investigar a estatal. 

Segundo Costa, temendo as ameaças que as investigações da CPI causariam à estatal, as empresas, prestadoras de serviço, tentaram forçar o fim da Comissão. Ainda de acordo com o ex-diretor, na época, o governo que tinha como presidente o tucano Fernando Henrique Cardoso e mais três partidos PT, PMDB e  PP também tinham interesse em acabar com as investigações sobre a Petrobras. 

Vítima de um câncer no pulmão, Sérgio Guerra faleceu em março deste ano, aos 66 anos. Com isso, Aécio Neves assumiu o cargo dele na liderança do partido. As informações foram publicadas pelo jornal "Folha de S. Paulo".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave