Aécio diz não saber motivo de sumiço de pareceres em site do TCE

Com base nos documentos, a petista afirmou que o tucano teria deixado de investir R$ 7,6 bilhões na área da saúde estadual; segundo o candidato, a acusação é "mentirosa"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 O candidato do PSDB à sucessão presidencial, Aécio Neves, afirmou nesta quinta-feira (16) que não tem informações sobre o motivo de relatórios técnicos sobre a sua gestão como governador de Minas Gerais terem sumido do site do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Os pareceres foram retirados do portal do órgão estadual, por cerca de quatro horas, após serem citados pela presidente Dilma Rousseff (PT) nodebate da TV Bandeirantes, promovido na noite de segunda-feira (14).

Com base nos documentos, a petista afirmou que o tucano teria deixado de investir R$ 7,6 bilhões na área da saúde estadual. Segundo o candidato, a acusação é "mentirosa".

"Eu não tenho a menor informação em relação a isso. A informação da presidente de que não foram investidos R$ 7,6 bilhões na saúde é mentirosa. Nós cumprimos o que definiu o TCE de Minas Gerais, como vários outros estados fizeram antes da aprovação da Emenda 29", criticou.

O tucano afirmou que, pelas acusações que tem feito, a presidente tem seguido os conselhos de seu marqueteiro João Santana, comparado pelo presidenciável ao alemão Paul Joseph Goebbels, ministro da propaganda do ditador Adolph Hitler.

"A presidente pode fazer todo o esforço que quiser. Ela pode seguir o seu marqueteiro que, na verdade, me parece discípulo de Joseph Goebbels, o qual dizia que uma mentira repetida mil vezes torna-se uma verdade. Eu, no entanto, não vou deixar que isso aconteça", disse.

Segundo o presidenciável, a eleição presidencial deste ano é a " mais vergonhosa da história da democracia" e campanha à reeleição da presidente é uma "fraude permanente".

"São notícias pela metade, inverdades em relação a dados. É uma tentativa criminosa de desconstrução dos seus adversários", criticou.

Segundo ele, que concedeu entrevista antes do debate promovido pelo UOL/SBT/JovemPan, o atual governo federal fracassou no respeito à ética e aos valores e deixará como marcas os desvios na máquina pública e a incapacidade se enfrentá-los.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave