Ex-secretário de obras é preso por desvio de dinheiro público

Um ex-prefeito de Cônego Marinho e um empresário estão foragido; grupo irá responder também por formação de quadrilha e fraudes em licitações

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

O ex-secretário de obras e Transporte e ex-presidente da Comissão de Licitações de Cônego Marinho, no Norte de Minas Gerais, Nilson João Pereira da Mota, foi preso, nessa quarta-feira (15), durante cumprimento de mandado de prisão pela Polícia Federal de Montes Claros.

De acordo com o delegado que presidiu as investigações, que duraram oito meses, Thiago Garcia Amorim, Mota foi detido em uma fazenda, próxima à cidade e não resistiu a prisão. Ele está envolvido com o empresário de januária Marcos Vinícius Crispim, conhecido como Corby, de Januária, na mesma região, que foi preso há alguns anos.

O empresário participa de licitações para reparo de estradas vicinais e sempre vencia. Além disso, emitia notas fiscais falsas sobre a realização do serviço, que eram atestadas por Mota, que autorizava os pagamentos, segundo Amorim.

Mota foi encaminhado para o Presídio de Januária. O irmão de Corby e o ex-prefeito de Cônego Marinho, Agidê Alves Santana, estão foragidos. O grupo vai responder por formação de quadrilha, licitação fraudulenta, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro.

"O grupo desviou cerca de R$ 800 mil durante três anos", detalhou o delegado.