Levir Culpi diz que nunca faria um 'aviãozinho' para comemorar

Comandante alvinegro alfinetou Mano Menezes e disse que comemorações polêmicas não devem ser feitas por profissionais

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Comandante alvinegro afirmou que derrota para o Criciúma não abala sequência do time no Campeonato
Bruno Cantini/Flickr Atlético
Comandante alvinegro afirmou que derrota para o Criciúma não abala sequência do time no Campeonato

A dancinha feita por Mano Menezes no segundo gol do Corinthians, no duelo de ida das quartas de final contra o Atlético, vencido pelo Timão por 2 a 0, chamou a atenção do Brasil e mexeu com os nervos da torcida atleticana. Mas o Galo foi à forra, ao vencer o embate da volta, por 4 a 1, e conquistar a vaga para as semifinais da Copa do Brasil.

No fim da partida, Victor chegou a imitar o gesto do treinador do time paulista. O mesmo foi feito por milhares de atleticanos presentes no Mineirão.

Mesmo sem citar nomes, Levir Culpi falou a respeito de comemorações polêmicas por futebolistas. Para ele, não é uma atitude que um profissional da bola deveria fazer.

“Seria impossível para mim fazer aviãozinho depois de ver o cara perder por 4 a 1. O torcedor pode, mantém o futebol animado. Mas jogadores não podem tomar atitude dessas”, afirmou Levir.

“Nós somos brasileiros, então temos um sentimento que às vezes é mal educado, às vezes mal conduzidos. Mas o que eu quero é curtir a vitória com meus amigos. Não quer dizer que projeta para sermos campeões. Mas que deixa sensação de segurança e continuidade, com certeza”, completou.

Leia tudo sobre: atleticogalofutebollevir culpitecnico