Ações de moradores evitarão epidemia

No próximo sábado, acontecerá em toda a cidade uma ação para trocar materiais recicláveis por materiais escolares

iG Minas Gerais | Cinthia Ramalho |

A Secretaria Municipal de Saúde de Matozinhos, na região metropolitana da capital, acredita que, caso não haja mobilização dos moradores, a cidade poderá viver uma epidemia de febre chikungunya. “Se a população não assumir seu papel, corremos o risco de ter duas epidemias na cidade: de dengue e de chikungunya”, afirmou a secretária municipal de saúde, Marcileide Siqueira. Nesta quarta, agentes de Saúde começaram a vistoriar imóveis do município.  

Na casa do motorista José Estanislau de Souza, 54, os profissionais não encontraram possíveis criadouros para os mosquitos. Mesmo assim, ele deixará as janelas e portas do imóvel abertas nos horários do fumacê. “Tenho medo de que a chikungunya vire uma epidemia, por isso, cada morador deve fazer sua parte”, disse.

No próximo sábado, acontecerá em toda a cidade uma ação para trocar materiais recicláveis por materiais escolares. A coordenadora do setor de controle de zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde, Fabiane Pickbrenner, explicou que a iniciativa tem o objetivo de fazer com que os moradores da cidade não acumulem materiais que servem de criadouros para os mosquitos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave