PM dispara spray de pimenta no rosto de criança

Em ação precipitada, policial disparou jato contra advogado e seu filho de oito anos para conter euforia da torcida na chegada do ônibus do Galo

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Durante a chegada do ônibus do Atlético ao Mineirão, o preparo da Polícia Militar para atuar em jogos de grande porte no Gigante da Pampulha foi contestado novamente. Enquanto os torcedores faziam sua festa habitual na porta do estádio, um policial, em uma viatura da ROTAM, acabou utilizando-se de spray de pimenta para dispersar o público que cercava o ônibus.

No entanto, o jato foi direcionado justamente nas faces do advogado Marcelo Gomes, 40, e de seu filho Samuel Gomes, de apenas oito anos de idade. Os dois estavam a pelo menos um metro de distância do veículo oficial do Atlético.

Indignado, o pai de família procurou respostas com a Polícia Militar, mas ouviu apenas que pela capacidade do jogo seria difícil identificar o policial responsável pela ato de despreparo. Em rápida conversa com a reportagem, ele prometeu levar os casos até as últimas consequências, entre elas acionar a corregedoria.

Atlético e Corinthians se enfrentam logo mais no Mineirão, às 22h, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Uma vitória por três gols de diferença assegura a classificação alvinegra de forma direta às semis.

Leia tudo sobre: atleticogalotorcidapolicia militarspray de pimentamineiraofutebol