"Saidinha de banco" termina em tiroteio e uma morte no centro do RJ

Vítima carregava uma bolsa com cerca de R$ 7 mil e uma pistola calibre .40, de uso exclusivo das forças de segurança

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma "saidinha de banco" ocorrida na tarde desta quarta-feira (15) no centro do Rio terminou com uma pessoa morta e dois assaltantes baleados e presos.

Segundo informações coletadas pela Polícia Civil no local do crime, um homem - ainda não identificado - saia de um banco quando foi abordado por um assaltante.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Rivaldo Barbosa, que está no local do crime, a vítima carregava uma bolsa com cerca de R$ 7 mil e uma pistola calibre .40, de uso exclusivo das forças de segurança. Ainda não se sabe se ele era um policial à paisana. Barbosa disse que ele não possuía em seus bolsos nenhuma identificação policial.

Informações de testemunhas apontam que o homem reagiu ao assalto e durante uma luta corporal com o assaltante recebeu dois tiros, um no peito e outro no ombro, morrendo ainda no local. A arma que o ele carregava foi levada pelos assaltantes, mas foi recuperada e ainda será periciada.

Após atirar na vítima, o assaltante teria, então, subido na moto em que seu comparsa o esperava. Mais adiante, a dupla foi interceptada por policiais militares que faziam a ronda na região e deu-se início a um intenso tiroteio. Os dois assaltantes foram baleados, sendo um em estado grave.

O crime ocorreu por volta das 15h30 na rua da Assembleia, que fica a três quadras da Assembleia Legislativa do Rio e a uma quadra da avenida Rio Branco, uma das principais da região.

O tenente-coronel do 5º Batalhão da PM, Luiz Carlos Segala, disse à reportagem que uma quarta pessoa, uma mulher sem qualquer relação com o ocorrido, foi atingida de raspão na perna e foi encaminhada para o hospital Souza Aguiar, também no centro. Ele afirmou que seus homens atingiram os assaltantes na perna e tomaram cuidado para evitar acertar civis.

O delegado Rivaldo Barbosa lamentou a troca de tiros. "Lamentavelmente, tivemos um tiroteio em pleno centro do Rio. Ainda não identificamos o homem que foi morto, mas felizmente não houve mais vítimas", disse o delegado Rivaldo Barbosa.

Um funcionário do estacionamento de um prédio próximo ao local do crime disse à reportagem que foram disparados cerca de 20 tiros na ação. O homem pediu para não ser identificado.

Uma multidão de curiosos se formou ao redor do corpo da vítima, que foi retirado por volta das 17h20. Depois que a perícia analisou o local, funcionários de um restaurante jogaram um balde de água com sabão sobre a mancha de sangue que se formou na rua de paralelepípedos.