Até 2025, mundo vai superar a marca de 100 bilhões de conexões

O Índice de Conectividade Global, da empresa de tecnologia, avaliou 25 mercados de países que, juntos, representam 78% do PIB mundial

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A tela
JULIE JACOBSON/AP PHOTO
A tela "touch" reconhece sinais eletrônicos a partir do toque

O número de conexões em todo o mundo deve superar os 100 bilhões até 2025, segundo estudo desenvolvido pela empresa de tecnologia Huawei. Do total, apenas 8 bilhões serão smartphones, ou seja, no futuro, as conexões serão concentradas em outros dispositivos como eletrodomésticos e objetos vestíveis, por exemplo.

O aumento da conectividade, segundo a empresa, será apoiado em soluções já existentes como cloud computing, big data, 5G, entre outros.

O Índice de Conectividade Global, da Huawei, avaliou 25 mercados de países que, juntos, representam 78% do PIB mundial, e concluiu que a conectividade dos países está diretamente relacionada ao PIB. Conforme o relatório, para cada ponto percentual de aumento no índice de conectividade, o PIB per capta aumenta entre 1,4% e 1,9%.

Desempenho nacional

O Brasil ficou no 11º lugar entre os 25 países estudados e foi o primeiro entre os Brics. Os investimentos em infraestrutura relacionados, principalmente, às melhorias tecnológicas para a Copa no Brasil alavancaram o bom desempenho do país na análise de conectividade.

O preço de aquisição de banda larga móvel e o crescimento da penetração do 4G entre os consumidores também favoreceram, de acordo com a Huawei. A Alemanha ficou em primeiro lugar entre os países pesquisados devido aos fortes investimentos no setor, mas países como Chile, Quênia e Egito também despontam como focos de crescimento relevantes.

"Por meio de políticas de planejamento centralizado, o potencial de conectividade pode ser totalmente aproveitado e as capacidades de tecnologia de informação e comunicações apoiam o desenvolvimento de economias nacionais", afirma a empresa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave