Cachorro de enfermeira americana com ebola é monitorado em base aérea

Porta-voz de Dallas, Sana Syed, disse na terça-feira (14) que Bentley está na antiga residência do diretor da base desativada de Hensley Field, que é de propriedade da cidade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O cachorro da enfermeira Nina Pham, a primeira pessoa infectada por ebola nos EUA, está seguro em uma base aérea naval no Texas
Reprodução/Facebook
O cachorro da enfermeira Nina Pham, a primeira pessoa infectada por ebola nos EUA, está seguro em uma base aérea naval no Texas

Autoridades disseram que o cachorro da enfermeira Nina Pham, a primeira pessoa infectada por ebola nos EUA, está seguro em uma base aérea naval no Texas.

A porta-voz de Dallas, Sana Syed, disse na terça-feira (14) que Bentley está na antiga residência do diretor da base desativada de Hensley Field, que é de propriedade da cidade.

O cachorro foi retirado da sua casa na segunda (13) e levado para esse local onde é monitorado.

"Ele é adorável. Claramente está um pouco intrigado com o que está acontecendo. Mas ele está em boas mãos agora e vai ser cuidado", disse Syed.

O prefeito de Dallas, Mike Rawlings, garantiu que o cachorro receberia cuidados.

Na Espanha, onde uma enfermeira também se contaminou com ebola, as autoridades de Madri resolveram sacrificar seu cachorro Excalibur por temores de que o animal pudesse transmitir a doença.

O fato gerou protestos de defensores dos direitos dos animais. As autoridades de saúde locais afirmaram que há evidências de que cães podem transportar o vírus.

Leia tudo sobre: CachorroEbolaVírusEnfermeiraMundoTexasEpidemiaMonitoramentoDoença