Intenção de consumo das famílias cai 0,4% de setembro para outubro

De acordo com a CNC, a retração foi provocada principalmente pela recente alta nos preços dos alimentos, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), teve, em outubro, quedas de 0,4% na comparação com o mês anterior e 3,8% na comparação com outubro do ano passado. De acordo com a CNC, a retração foi provocada principalmente pela recente alta nos preços dos alimentos, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Na comparação com setembro, houve queda em sete componentes do indicador: momento para a compra de bens duráveis (-3,9%), disposição para compra a prazo (-0,7%), perspectiva profissional (-0,4%) e renda atual (-0,2%). Três indicadores apresentaram melhora: emprego atual (1,1%), perspectiva de consumo (0,9%) e nível de consumo atual (0,3%).

Já na comparação com outubro do ano passado, apenas a avaliação sobre o emprego atual melhorou (1,4%). Os demais componentes tiveram piora: momento para bens duráveis (-13%), compra a prazo (-5%), perspectiva profissional (-4,4%), perspectiva de consumo (-3,4%), renda atual (-2,3%) e nível de consumo atual (-0,3%).