Para produzir filme, família californiana passa a dividir até a cama com um leão

Ideia é conscientizar as pessoas sobre a extinção desses felinos

iG Minas Gerais | Da redação |

Leão Neil era dócil, brincava com as crianças e dormia na cama com a família
Michael Rougier/LIFE/Divulgação
Leão Neil era dócil, brincava com as crianças e dormia na cama com a família

Os atores de cinema norte-americanos Tippi Heldren, Noel Marshall e sua filha Melanie Griffith passaram boa parte de suas vidas em sítio na Califórnia, onde dividiam a casa com um leão.

Durante uma viagem para a África nos anos 70, a família visitou uma casa abandonada que havia sido ocupada por leões e, a partir deste cenário, surgiu a vontade de produzir um filme.

O objetivo principal era conscientizar as pessoas sobre a extinção de leões e tigres, gravando um roteiro sobre uma casa que teria sido tomada por eles. Mas, para isso, eles precisavam aprender de perto como estes animais viviam.

Neil foi um leão dócil que fez parte da rotina da casa e da família por muitos anos. Além de parecer-se como um animal de estimação comum, ele brincava com as crianças e dormia na cama com a família. Após considerarem já ter aprendido a conviver com o animal, eles deram início à gravação de “Roar”.

Na trama, um pesquisador vivia em sua casa com 150 animais selvagens, entre leões e tigres, quando sua família foi visitá-lo, resultando em uma carnificina total.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave