Aécio admite que trabalhou para a Câmara enquanto morava no RJ

Em nota, tucano afirmou que cuidava da agenda do deputado Aécio Ferreira da Cunha --trata-se do pai dele que exercia mandato pelo PSD (Partido Democrático Nacional) - na época

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O candidato tucano à Presidência, Aécio Neves, admitiu em nota que foi contratado para trabalhar na Câmara dos Deputados, que fica em Brasília, mesmo enquanto ainda morava no Rio de Janeiro, em 1980. Na época, tinha 19 anos.

De acordo com o texto, o tucano cuidava da agenda do deputado Aécio Ferreira da Cunha --trata-se do pai de Aécio Neves que exercia mandato pelo PSD (Partido Democrático Nacional). A sigla é sucessora da Arena, legenda criada pela ditadura militar.

De acordo com a nota emitida pela assessoria de imprensa de Aécio, não havia nenhuma irregularidade no fato de ele estudar no Rio e trabalhar para o gabinete do pai. Os ocupantes de cargos na Câmara só passaram a ter que atuar em Brasília a partir de 2010, segundo o texto.

A assessoria de imprensa diz ainda que uma informação no site da Câmara, segundo a qual Aécio teria começado a trabalhar na Casa em 1977, está errada. A Coligação pediu a correção à Câmara.

A biografia de Aécio Neves, no site oficial do tucano, omite o período em que o presidenciável trabalhou remotamente para o gabinete do pai.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave