Sada Cruzeiro bate o Minas e vai sediar semifinal e final do Mineiro

Equipe celeste contou com apoio da torcida de Sete Lagoas para vencer rival e garantir a liderança do Estadual

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ESPORTES - SETE LAGOAS MG - BRASIL - 14.10.2014 - CAMPEONATO MINEIRO DE VOLEI - Sada Cruzeiro x Minas em Sete Lagoas MG.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - SETE LAGOAS MG - BRASIL - 14.10.2014 - CAMPEONATO MINEIRO DE VOLEI - Sada Cruzeiro x Minas em Sete Lagoas MG. Foto: Douglas Magno / O Tempo

Mesmo longe de casa, o Sada Cruzeiro não se sentiu desconfortável em quadra na noite desta terça-feira. Jogando no ginásio da UNIFEMM, em Sete Lagoas, contra o rival Minas Tênis Clube, o time celeste venceu por 3 a 0 (25/20, 25/20 e 25/18) e confirmou a invencibilidade ao final dos seis jogos da fase de classificação do Campeonato Mineiro. Nas arquibancadas, a força da torcida  do interior, que 'substituiu' muito bem quem costuma comparecer no Riacho, em Contagem, fez o time ter um importante apoio.

Talvez por ser uma novidade na cidade, que nunca havia recebido o clássico anteriormente, a força do oitavo jogador foi ainda maior, com gritos e aplausos aparecendo a cada ponto, bloqueio e saque. Até a tradicional 'ola' deu as caras, mostrando uma torcida bastante animada, que se mostra pronta para quando for chamada.

Em quadra, o time retribuiu toda a atenção, sendo agressivo e partindo pra cima do rival, que poderia tomar a liderança em casa de vitória. O saque celeste foi a grande arma. Forçando o serviço do começo ao fim, o atual tetracampeão mineiro incomodou muito os minastenistas. Em muitas oportunidades, a defesa visitante tinha dificuldades de armar as jogadas e o bloqueio azul acabava levando vantagem.

O grande destaque da noite foi o cubano Leal, que não aliviou. A todo momento, ele mostrava a potência do seu braço direito, em saques e ataques, que davam trabalho ao time do técnico Nery Tambeiro. William distribuiu bem as ações, graças aos passes bem controlados que chegavam em sua mão. O time celeste continua sem saber o que é perder na temporada, onde já soma a conquista do tricampeonato do Torneio de Irvine, nos EUA.

Com o resultado e a liderança, o Sada Cruzeiro irá sediar uma semifinal e a final do Mineiro, marcadas para sábado e domingo, respectivamente. O Sada Cruzeiro irá enfrentar o Montes Claros, enquanto o Minas encara a UFJF. Quem vencer, garante vaga na decisão.

“Erramos demais contra eles, que jogam muito pesado. Isso faz toda a diferença. Erramos, principalmente nos detalhes. Precisamos corrigir isso para um momento decisivo da competição, onde este tipo de conduta não costuma ser perdoado”, mostra Everaldo, levantador do Minas.

Para William, levantador do Sada, o time entrará em quadra dentro do nível esperado.

“Chegamos para as semifinais no nível máximo que poderíamos, levando em conta este começo de temporada. Podemos perder porque o outro time foi melhor, mas não por falta de concentração. Isso não vai acontecer. Vamos com tudo”, garante.

Equilíbrio apareceu com mais intensidade no começo do jogo

Com o que tinha de melhor, o técnico Marcelo Mendez fez questão de não poupar ninguém. Ao contrário do último jogo, contra o Montes Claros Vôlei, quando deixou o oposto Wallace e o central Éder, no banco de reservas, no começo da partida, nesta terça-feira ele fez questão de dar a eles a camisa de titular.

O Minas também foi com tudo, ciente de que era possível vencer os favoritos e beliscar a primeira posição, levando o momento mais decisivo do torneio para dentro de seu ginásio. A partida começou com troca de pontos e o Minas na frente, errando muito pouco.

Mas o Sada logo começou a imprimir um forte ritmo e a criar contra-ataques, que antes eram raros. A diferença de pontos logo foi aberta e o Sada ficou perto de vencer a parcial ao fazer 14 a 10 e 17 a 12. Quando o Minas resolveu voltar ao jogo, o time celeste já estava com uma mão na parcial.

O segundo set começou com o Minas dando pontos de graça para o Sada. O clube da Rua da Bahia pagou um alto preço pelas falhas, que se arrastaram até o final da parcial. Leal ia virando as bolas, assim como Wallace, e nova vantagem foi criada com 7 a 4 e 14 a 10. Assim como aconteceu no jogo anterior, o técnico Marcelo Mendez deu chance para o ponta canadense Winters ganhar ritmo de jogo. Foi a estreia do jogador atuando sob os olhares da torcida celeste. Com um total de 12 erros na parcial, o Minas pecou onde não deveria e viu o adversário fazer 2 a 0 na partida.

No terceiro set, era a chance do Minas continuar vivo na partida. E o time começou a parcial mais ligado, abrindo logo um 5 a 2. O Sada respondeu de imediato e virou o jogo.

Uma ligeira troca de pontos voltou a aparecer, mas os donos da casa logo mostraram força na relação saque-bloqueio para abrir 14 a 10. Perto da vitória, o Sada apenas administrou a vantagem para confirmar a classificação em primeiro lugar, vencendo quem apareceu na sua frente.