Aécio diz que MG paga o piso

Na TV, tucano rebate acusação petista e afirma que seu governo remunerou professores adequadamente

iG Minas Gerais |

Aécio. Candidato tucano usou programas de TV e rádio para rebater acusações feitas pelos petistas
Marcos Fernandes / Coligacao Mud
Aécio. Candidato tucano usou programas de TV e rádio para rebater acusações feitas pelos petistas

SÃO PAULO. A campanha tucana rebateu, na tarde desta terça, trecho da propaganda petista que afirmava que o governo de Minas, comandado durante dois mandatos por Aécio Neves (PSDB), descumpria o pagamento do piso salarial nacional dos professores da rede pública. “Acho que a Dilma deveria consultar seu próprio governo antes de sair acusando o Aécio”, disse um apresentador no início do horário eleitoral transmitido nesta terça à tarde.

Segundo a campanha, um documento creditado à Advocacia Geral da União (AGU) indica que “o salário inicial pago aos professores da rede estadual de Minas Gerais está em consonância com o piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica”.

A campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) tem apostado na estratégia de desconstruir a gestão de Aécio em Minas. Além de repetir, no rádio e na TV, que o tucano perdeu para Dilma no Estado no primeiro turno das eleições, a propaganda do PT enumera números e informações negativas atribuídas ao governo do adversário. “Como sempre, o PT adora apostar na confusão”, finalizou o apresentador no horário eleitoral tucano.

SOMA. No rádio, o programa de Aécio usou uma estratégia para rebater as críticas do PT que afirmam que Minas “desaprovou” seu governo, já que a votação tucana no Estado foi inferior à de Dilma e o eleito para o governo, no primeiro turno, foi Fernando Pimentel (PT).

A propaganda diz que, somando os votos de Aécio e Marina, a “mudança” foi vitoriosa em boa parte do país – inclusive Minas.

“No primeiro turno, em todo o país, a mudança foi vitoriosa. Somando os votos de Aécio e Marina, os dois principais candidatos da mudança, o governo Dilma perdeu de 53% a 43% em Minas. Perdeu de 57% a 35% no Rio, de 69% a 25% em São Paulo”, diz uma voz em off.

A propaganda continua os cálculos e debocha da votação obtida pelo PT no ABC paulista, “berço” do partido. “Justamente onde o PT nasceu, a história também não é boa para o PT. Em Santo André, o Aécio venceu a Dilma por 40% a 27%, em São Bernardo venceu por 36% a 33%, em São Caetano, a soma foi de 60% a 15%”, diz o locutor.

Carne e ovos

Decisão. O TSE negou pedido de Dilma e permitiu que a equipe de Aécio continue a explorar a “sugestão” feita por um integrante do Ministério da Fazenda para que a população troque carne por ovos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave