Hillary Clinton despista sobre possível candidatura à Presidência

Derrotada por Barack Obama na convenção do Partido Democrata em 2008, a ex-primeira-dama é um dos nomes mais fortes do partido para concorrer ao cargo máximo do Executivo americano em 2016

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Lançamento. Ex-primeira dama Hillary Clinton autografou cópias de seu novo livro ontem, em Nova York
Bebeto Matthews
Lançamento. Ex-primeira dama Hillary Clinton autografou cópias de seu novo livro ontem, em Nova York

A ex-secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton despistou novamente quando perguntada sobre sua possível candidatura à Presidência dos EUA, em 2016."Não quero ser notícia hoje", disse rindo ao ser provocada a falar sobre a questão pelo presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab.

A ex-senadora de Nova York foi entrevistada por Schwab em San Francisco durante o evento da indústria de tecnologia Dreamforce, organizado pela empresa de software Salesforce. "Secretária, na primeira vez que nos encontramos, em 1999, eu lhe perguntei se já não estava na hora de um país como os Estados Unidos ter uma presidente mulher, e você me respondeu: 'Acho que sim. E quando essa mulher se candidatar, terá meu voto.' Queria saber se você gostaria de retificar essa resposta", disse Schwab, arrancando risos e aplausos da plateia.

"Vou ficar muito feliz quando os Estados Unidos se juntarem à lista de países que têm uma mulher como líder, mas isso ainda é hipotético", disse Hillary. "Então acho que vou ficar com a resposta que te dei há 15 anos --não quero virar notícia hoje."

Derrotada por Barack Obama na convenção do Partido Democrata em 2008, a ex-primeira-dama é um dos nomes mais fortes do partido para concorrer ao cargo máximo do Executivo americano em 2016. Como a legislação dos EUA permite apenas uma reeleição, Obama não poderá se candidatar novamente.

Embora a própria Hillary não confirme sua candidatura, grupos como o "Ready For Hillary" (Prontos para Hillary, em inglês) e "Hillary Clinton 2016" já vendem camisetas e arrecadam doações para a possível futura campanha da ex-primeira-dama.

Segundo reportagem do "The New York Times", Hillary Clinton seria também a candidata democrata favorita de Wall Street. Em setembro, o bilionário Warren Buffet disse "apostar seu dinheiro" que Hillary será a próxima presidente dos EUA.

Apesar da especulação, Clinton se recusa a confirmar se fará campanha para tentar ser presidente. No último mês, ela declarou que deverá tomar uma decisão após o Ano Novo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave