Polícia prende 47 pessoas por envolvimento em abortos no Rio e em SP

Entre os presos, há três médicos, quatro policiais civis, dois policiais militares e um bombeiro; cinco pessoas que integrariam o esquema já estavam detidas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Corregedoria Interna da Polícia Civil do Rio prendeu, na manhã desta terça-feira (14), 47 pessoas envolvidas com a prática de aborto no Estado.

Entre os presos, há três médicos, quatro policiais civis, dois policiais militares e um bombeiro. Cinco pessoas que integrariam o esquema já estavam detidas.

A Justiça concedeu 75 mandados de prisão contra os integrantes da quadrilha que atuaria na capital e em cidades da região metropolitana do Rio.

Os policiais tentam encontrar 28 pessoas que estariam envolvidas no esquema. Entre os procurados há ainda médicos e até um militar do Exército.

A operação policial acontece desde o início da manhã em diferentes pontos do Rio e nos Estados de São Paulo e Espírito Santo. Além de policiais civis, representantes da Corregedoria da PM e Exército participam da ação.

De acordo com os policiais da Corregedoria, os integrantes da quadrilha cobravam até R$ 7.500 por cada procedimento.