Polícia cumpre 75 mandados de prisão contra 'quadrilha de aborto'

Entre os suspeitos estão oito policiais civis, dez médicos, quatro policiais militares, três advogados, um bombeiro e um militar do Exército

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Polícia Civil cumpre nesta terça-feira (14) 75 mandados de prisão preventiva contra acusados de participar de uma organização criminosa que pratica abortos no estado do Rio de Janeiro. Entre os suspeitos estão oito policiais civis, dez médicos, quatro policiais militares, três advogados, um bombeiro e um militar do Exército.

Os mandados de prisão foram expedidos pela 4ª Vara Criminal da capital, com base em uma investigação da Corregedoria Interna da Polícia Civil. Segundo as investigações, o grupo se dividia em sete núcleos, com atuação na cidade do Rio de Janeiro e em outras cidades da região metropolitana.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo atua há vários anos e praticava aborto em locais sem condições de higiene e salubridade. As clínicas de aborto recebiam mulheres em todas as fases de gestação, inclusive algumas de outros estados. Os procedimentos em mulheres com gestação em estágio mais avançado custava mais caro.

A operação, chamada Herodes, conta com a participação de cerca de 500 policiais, que também cumprem os mandados de prisão e 118 mandados de busca e apreensão no Rio, em São Paulo e no Espírito Santo.

Leia tudo sobre: Polícia CivilAbortoMandadosBrasilRio de Janeiro75prisãoPoliciaisbombeiroquadrilha